VAGABOND (VOLUMES 26 E 27) – TAKEHIKO INOUE

“Pensando bem… nunca parei para olhar a beleza do mar… como é lindo… parecem infinitas gotas de lágrimas”.


• Volume 26 •

Musashi vence a disputa contra Tsuchikaze, seu golpe atravessa o ombro de Baiken decepando alguns dedos de seu adversário. Rindou sem acreditar no que vê, lembra de quando conheceu Baiken e como ficou apegado a ele, ela tenta acertar Takezo com seu kusarigama, que é bloqueado pela espada de um samurai mascarado, esse samurai na verdade é Matahachi, que ao olhar para Takezo conclui que mesmo que seu amigo acabe ficando mais forte, os laços dos dois nunca serão cortados, Rindou lança então uma faca acertando seu ombro, Matahachi pegando o kusarigama o lança em Rindou fugindo logo depois,  Baiken se coloca na frente da menina e é atingido, ao fazê-lo Baiken se questiona porque não a matou quando a conheceu e porque a está salvando arriscando sua vida ao mesmo tempo que implora para que Takezo estanque seu ferimento para que possa salva-los, uma vez que já está livre do círculo vicioso da matança.

“Sou eu!! Sou eu Takezo!! Sou eu. Mesmo que você fique cada vez mais forte… mesmo que você fique grande demais… nossos laços nunca serão cortados, não é!?”

Vemos então Takezo indo embora e Baiken com curativos ao lado de Rindou, pensativo ele divaga sobre como seu orgulho mesquinho de querer ser o mais habilidoso matador de pessoas caiu por terra ao encontrar alguém muito além das habilidades dele e que seu nome é Sasaki Kojiro, o mangá então nos mostra o passado de Baiken e de como ele se tornou o anjo da morte, uma pessoa sem laços, cheia de rancor e ódio.


•Volume 27•

Finalmente Sasaki Kojiro aparece. A partir desse volume damos um tempo na história de Musashi e acompanharemos a vida de Kojiro, aquele que será o maior adversário de Musashi.

Vemos que 13 anos antes da Batalha de Sekigahara, o pai de Kojiro (que na época era apenas um bebê), tendo seu castelo tomado por mãos inimigas e temendo pela morte de seu filho, o envia para seu antigo mestre Kanemaki Jisai, que havia recebido uma carta explicando o ocorrido, o antigo mestre acreditava que o menino já estava morto, pois havia passado muito tempo desde que recebeu a carta de seu discípulo, quando encontra corpos em uma enseada e um bote com uma espada e uma criança dentro que acabava de virar por causa de uma onda, nesse momento, o antigo mestre salva a criança da morte.

Kojiro passa então a ser criado pelo antigo mestre de seu pai, que há muito abandonara o “caminho da espada”. Mesmo com toda dificuldade, o velho resolve cuidar do garoto e vemos que ele começa a criar laços com a criança, coisa que segundo ele mesmo diz, não tinha nem mesmo com seus discípulos, após três anos através de Yagoro Itô, um de seus antigos discípulos que o havia derrotado uma vez, descobre que Kojiro era surdo o que o deixou bastante chocado pois não havia notado todo esse tempo, vemos também que o garoto também tinha uma estranha fixação pela espada longa que nunca deixava de lado, e que dado esse fato ao conhecimento da deficiência do menino, ele acredita que Kojiro não conseguirá sobreviver sem ele, e que mesmo não sabendo o que o destino o espera, superarão todas as provações juntos.

“Houve uma época em que acreditei ser invencível… com certeza eu era na época. Sem família… sem amigos… só a espada… dediquei toda a minha vida à espada. Porém… o que me sobrou depois de velho?”


Título: Vagabond

Autor: Takehiko Inoue

Editora: Conrad, Panini (atualmente) 

Volumes: 26 e 27


Leave a Reply